Sobre a guerra e a diplomacia


O Brasil e a Turquia conseguiram o acordo com o Irã e isso ainda repercute. Principalmente por causa da reação americana, que antes, não acreditando no êxito de Lula, dizia que o acordo era a esperança e agora o diz insuficiente.

Siga os links:

Abaixo, entrevista de consultor da Agência Internacional de Energia Atômica, afirmando que a descrença americana "não tem sentido".

http://operamundi.uol.com.br/noticias_ver.php?idConteudo=4120

Abaixo, análise de Breno Altman, do Opera Mundi, alojado no UOL, mostrando quais são os interesses por trás da balela nuclear das grandes potencias.

http://operamundi.uol.com.br/opiniao_ver.php?idConteudo=1094

E a risível matéria do UOL, reconhecendo enfim o quanto avançou a diplomacia e o protagonismo brasileiro no mundo.

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/internacional/2010/05/18/proeminencia-internacional-do-brasil-nao-depende-mais-de-lula-dizem-analistas.jhtm

O risível é que para os "analistas" consultados, o único risco de retrocesso da diplomacia comandanda pelo presidente petista é se nas eleições Dilma ganhar...

Nenhum comentário: