Falar o que e pra quem

A maioria das campanhas se preocupa mais com a mensagem que vai passar adiante do que com aquela que o seu público quer ouvir.

E a maioria das que sobram acreditam que basta falar o que o eleitor quer ouvir que a eleição está ganha.

As poucas que restam estudam e segmentam o eleitorado. Adaptam o melhor das suas próprias características às expectativas do público escolhido. Essas são as mais fortes.

Nenhum comentário: