O debate e o interesse em política


Sobre o debate de ontem, já dei minha opinião. Acho que o desempenho de Dilma foi ruim, apesar de não ter nada que comprometa muito. Daria o seguinte resultado (Plínio - 8; Serra - 6,5; Dilma - 5,5; Marina - 5), mais ou menos isso.

Mas além disso, o dado relevante é um medidor do que tenho afirmado aqui: a audiência do debate. Isso é também um demonstrativo do tamanho do interesse pelas eleições no atual momento.

O debate teve pico de 5,5 pontos. A infeliz partida entre São Paulo e Internacional teve 36,9. A audiência da TV Bandeirantes caiu pra cerca de 3,0 pontos na maior parte do debate.

Isso é reflexo direto do interesse momentâneo pelas eleições. Neste instante essa é a média de interesse do público alvo das campanhas. É claro que isso não está parado, nem é homogêneo. O próprio debate e a sua repercussão estimulam o aumento do interesse. Da mesma forma, os cavaletes nas ruas, a distribuição de panfletos, os adesivos que aparecem nos carros, etc, tudo isso vai estimulando a população a se posicionar sobre a eleição.

Vai ter um "boom" de interesse nos próximos dias, com o início da propaganda eleitoral. Aí a guerra começa pra valer. Quem é candidato proporcional precisa estar preparado pra próxima fase de campanha, pra hora da intensidade.

Os que saíram na frente se tornaram mais conhecidos com o que foi feito até agora, se posicionaram em relação ao clima e ao contexto geral da campanha, definiram bases principais de apoio e montaram uma equação de votos que os levem a vitória.

Quem não se preparou, o tempo está acabando...

2 comentários:

Zé Reinaldo disse...

E pra completar, caro camarada e amigo, o seu time foi eliminado, desclassificado, fracassou em todos os planos para este ano e vai entrar em crise. hauauauhauhauha
Corintianamente,
Meu abraço
Zé Reinaldo

Mauro Panzera disse...

Sacanagem. Os caras foram eliminados lá atrás e vem me zoar aqui??? É pra compensar a piadinha: "Alô, é da Libertadores? É sim! O Corinthians está? Não, já saiu...".

Abraço, comandante.